Archive Page 2

Bigcommerce lança primeira ferramenta de criação automática de anúncios em plataforma ecommerce

Mais de 40% de pequenos e médios comerciantes precisam de mais ajuda no que toca a anúncios pagos. Foi a descoberta feita pela Bigcommerce, empresa líder em serviços de comércio eletrónico (ecommerce) para pequenos e médios negócios (SMB’s), que lançou ontem a solução para a questão; uma ferramenta para a criação quase automática de campanhas publicitárias em social media. Esta funciona com base em catálogos de produtos e, de acordo com a empresa, é o primeiro serviço do género a ser integrado numa plataforma de ecommerce.
A empresa diz que esta ferramenta, construída em parceria com a plataforma de anúncios Boostable, estará por enquanto disponível apenas para comerciantes com atividade nos Estados Unidos.

Fonte: Beat Digital

Os anúncios são criados em alguns minutos, através da importação de imagens e descrições de produtos presentes em catálogos online das lojas em questão. O comerciante poderá definir elementos como o público-alvo, a licitação, monitorização e valor mensal a aplicar a cada campanha. É possível realizar várias campanhas em simultâneo, sendo que a BigCommerce recebe uma taxa de serviço de 20%.
Segundo o Venture Beat, os anúncios serão inseridos no feed de notícias do Facebook e do Twitter. Desta forma, as campanhas concretizadas utilizarão informações sobre os tipos de produto, de clientes e das lojas para definir os seus targets. Expor os produtos nas redes sociais permitirá, portanto, chegar a novos clientes através do número de cliques e vendas de um determinado produto durante a campanha.
A BigCommerce estima que serão cerca de 95 mil as lojas online ativas com esta ferramenta, desde pequenos lojistas a comerciantes já estabelecidos.

Anúncios

UE e EUA estabelecem novo acordo de partilha de dados

A Comissão Europeia está, em conjunto com os Estados Unidos, a ultimar os detalhes de um acordo de partilha de dados comerciais.
De acordo com a Reuters, a negociação decorre desde Janeiro de 2014. Com ela, as instituições pretendem reformular o “Safe Harbour”, acordo em vigor que facilita às empresas a transferência de dados entre a União Europeia e os Estados Unidos.
Criado em 2000, o Safe Harbour foi proposto a uma revisão em 2013 após uma fuga de dados sobre as práticas de espionagem americanas e que visavam cidadãos europeus e também chefes de estado.
A Comissão Europeia exigiu no entanto algumas garantias aos Estados Unidos quanto à recolha de dados dos cidadãos da UE. A recolha dos mesmos para fins de segurança nacional deverá ser limitada apenas ao necessário. Com esta condição, Bruxelas pretende manter a proteção legal do Safe Harbour de forma a facilitar as atividades diárias de negócio de cerca de 4000 empresas europeias e americanas.
Sob o novo acordo, as empresas registadas nos EUA irão, por outro lado, enfrentar regras mais rígidas no que toca à transferência de informação a terceiros para que não seja possível contornar o regime de proteção de dados da UE.

Samsung lança monitor que carrega dispositivos via wireless

Fonte: windowsunited.de

A Samsung acaba de criar um objeto com dupla funcionalidade; se por um lado aparenta ser um simples monitor de computador, por outro pode também ser utilizado como carregador de dispositivos móveis através de wireless.
O SE370, assim denominado, possui um built-in de carregamento sem fios que funciona, por exemplo, em smartphones.
Para utilizar esta funcionalidade, os aparelhos móveis devem suportar o standard de carregamento sem fios Qi, tecnologia inerente a alguns smartphones como o Samsung Galaxy S6 ou o LG G3.
Para além de suportar AMD FreeSync, o Samsung SE 370 estará disponível em modelos de 23,6” e 27” com uma resolução de 1920×1080. Segundo o The Verge, esta resolução poderá ficar aquém das expetativas de quem está já familiarizado com os ecrãs de 34 polegadas.
A Samsung ainda não divulgou quaisquer informações acerca do preço do dispositivo ou da data da sua disponibilidade no mercado.

PoWiFi, o router que vai carregar baterias à distância

Carregamento de baterias à distância?
Desenganem-se os mais céticos em relação às novas tecnologias, pois uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, em Seattle (EUA) conseguiu esta proeza, revela o El Pais.
Um router, um simples router foi a fonte de energia para o carregamento de pequenos objetos, tais como baterias de relógios e aparelhos de controlo remoto.
Chama-se “PoWiFi” de Power over WiFi e integra um sistema que recolhe energia de um ponto Wi-Fi, alimentando-a de forma contínua para as baterias a uma distância máxima de 8,5 metros.

Fonte: android-dz

Apesar de recente, os investigadores acreditam que é um processo ambicioso, já que revela ser compatível com a utilização regular do Wi-Fi sem comprometer a ligação à Internet com outros dispositivos.
No entanto, as opiniões acerca deste estudo já começaram a surgir. O professor Jose Manuel Riera, da Universidade Politécnica de Madrid, considera que o processo só será viável entre casas isoladas umas das outras e não nos grandes centros, onde facilmente os indivíduos apanham sinais de routers alheios.
Por outro lado, o professor de Engenharia Elétrica da Universidade Politécnica de Valência, Jose Sanchez-Dehesa, acredita que a investigação em questão representa “um passo significativo” para carregar equipamentos de baixa potência, tais como smartphones ou tablets, podendo também ser um importante avanço para a alimentação de sensores utilizados na Internet das Coisas.

Maior atualização do Windows 10 chega em Outubro

Fonte: Softpedia

A Microsoft já está a planear o lançamento da próxima grande atualização do Windows 10. O processo deverá começar em Outubro e, ao contrário de atualizações anteriores, esta não terá o seu principal foco em questões de segurança.
De acordo com a Tech Radar, incidirá principalmente na melhoria e estabilização do sistema operativo. 
As melhorias estarão integradas na Redstone, uma atualização que também poderá trazer mais recursos, possivelmente deixados fora do Windows 10 a fim de ser possível cumprir o prazo de lançamento.
O curto período entre o lançamento do Windows 10 a 29 de julho e a seguinte atualização do sistema operativo, deverá permitir que Microsoft consiga corrigir rapidamente eventuais problemas de desempenho.
A Redstone estará disponível no mercado a partir do próximo ano.

Empresas de telecomunicações apostam em alternativa ao cartão SIM

Algumas empresas na área das telecomunicações estão a trabalhar na criação de uma alternativa ao cartão SIM.
O objetivo da iniciativa é passar a permitir ao utilizador que troque de operador de forma instantânea, acabando definitivamente com o tradicional cartão.
Este dará lugar ao E-SIM, um cartão fixo no telemóvel, pelo que, ao contrário do tradicional, não estará acessível ao utilizador e não terá, de antemão, associação a qualquer rede móvel.
De acordo com a Exame Informática, apesar de reconhecida a dificuldade de implementação devido à elevada disseminação do SIM, as operadoras apoiam a criação do E-SIM.
De entre os nomes mais populares desta iniciativa destacam-se a Apple e a Samsung, com a cooperação da GSMA, empresa gestora do sistema telefónico GSM.

Extinção de tarifas de roaming dentro da UE acontecerá dentro de dois anos

Fonte: omicrono.com

Depois do dia 15 de Junho de 2017, não terá mais preocupações monetárias com as comunicações em viagem dentro da União Europeia. É o que revela a informação comunicada pelo Parlamento, Comissão e Conselho Europeu numa nota de imprensa. As três instituições chegaram, portanto, a acordo quanto ao fim das taxas de roaming cobradas sempre que um cidadão se encontra num país estrangeiro dentro dos limites da União Europeia.
Desta forma, dentro de dois anos, será possível utilizar serviços de telecomunicações em todos os Estados-Membros, pagando o valor exercido no país de origem. No entanto, de acordo com a Sapo, o uso abusivo desta supressão de gastos foi tida em conta pela Comissão Europeia, sendo que será estabelecido um limite de utilização quando o cidadão se encontra no estrangeiro. Ao ser ultrapassado, será cobrada uma pequena taxa.
A instituição informa ainda que no próximo ano haverá já uma redução nos valores máximos de roaming sendo que, este verão, se manterão em 19 cêntimos por minuto, 6 cêntimos por SMS e 20 cêntimos por megabyte de dados móveis de Internet, juntando a estes a taxa de IVA.
No acordo estabelecido entre as instituições europeias foram também definidas as primeiras linhas para neutralizar a Internet na Europa, ou seja, abolir o bloqueio de conteúdos online, aplicações ou serviços, promovendo uma Internet aberta e de livre acesso a todos os europeus.


mediadetails no Twitter

Páginas

Janeiro 2019
S T Q Q S S D
« Nov    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Anúncios