Arquivo de Outubro, 2009

Bing e Google integram updates do Twitter e Facebook

É esta a notícia que fez correr muita tinta (ou muitos píxeis) nas últimas horas. O Bing anunciou a integração nos resultados de pesquisa dos updates do Twitter e Facebook. Horas depois o Google faz o mesmo, em relação ao Twitter.

Daqui se retiram duas conclusões:

– a pesquisa das redes sociais não deverá substituit a pesquisa nos motores de busca, visto que assim esta integra também resultados em tempo real;

 –  a importância da presença nas redes sociais é reforçada e cada vez mais imperativa para as marcas.

Aguardamos agora para ver quais os factores de relevância que ditam a ordenação dos resultados de pesquisa destes updates (fala-se por exemplo, do nº de followers no Twitter), sendo quase certo que também este cálculo varie com o tempo e a experiência adquirida.

Telma M.

Ir mais longe, mais perto!

Ao jeito do “vá para fora cá dentro” das campanhas de turismo portuguesas surge um novo conceito que não é tão paradoxal como parece à primeira vista.

A Internet no geral e as Redes Sociais em particular expandem oportunidades de contacto e negócio
Mas ao mesmo que o planeta encolhe e virtualmente estamos todos mais próximos, com facilidade em falar diarimante com pessoas do outro lado do mundo, não conhecemos o vizinho do escritório aqui ao lado, quanto mais dos outros andares.

Nesse sentido surgiu a STACKD, com a premissa Act Local. Uma rede social que pretende ser local e inicitar a que conheça as pessoas que trabalham perto de si, quer para proporcionar potenciais negócios, quer para “beber uma cerveja” com um vizinho ao fim da tarde.
Estamos a falar de uma rede para já disponível apenas nos EUA, neste momento apenas Manhattan e Brooklyn, até.

Mas a ideia de inverter a lógica actual das redes sociais não é de todo disparatada.
Complementa o já existente “agora que te conheço e temos interesses mútuos, vamos ver de onde és” com o “já que és de perto, vamos conhecer-nos para descobrir se temos interesses mútuos”.

Que vos parece, o conceito?

Telma M.

Gravar imagens em JPEG, GIF ou PNG?

São três formatos de compressão muito utilizados para a Web. A melhor forma de saber qual deve usar depende do objectivo e contexto de utilização, tendo em conta algumas das principais características de cada formato:

JPEG (Joint Photographic Experts Group)
– Esquema de cores até 24 bits (16,8 milhões de cores)
– Permite gravação em níveis de compressão diferentes
Perde qualidade a cada gravação (por isso guarde sempre o original)
– Não permite transparência

GIF (Graphics Interchange Format)
– Apenas 256 cores diferentes
– Permite criar pequenas animações
– Não perde qualidade a cada gravação
– Permite transparência

PNG (Portable Network Graphics)
– Esquema de cores até 24 bits (16,8 milhões de cores)
– Não perde qualidade a cada gravação
– Permite vários níveis de transparência
– Não funciona correctamente no Internet Explorer (versões anteriores à 7)


mediadetails no Twitter

Páginas

Outubro 2009
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031